Blog

Categorias

Blog

Categorias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A estratégia omnichannel para as vendas de Natal

Depois da Black Friday, o período natalino é o mais aguardado pelo comércio online, devido ao seu alto potencial de movimentação da economia. Portanto, estar preparado para a data é primordial para qualquer empreendedor e desenvolver uma estratégia omnichannel para as vendas de Natal pode ser um grande diferencial.

Com a pandemia e a quarentena imposta pela Covid-19, o comércio teve que ser fechado, o que ocasionou a mudança dos hábitos de consumo da população, aumentando, assim, as vendas online. As pessoas se voltaram para o e-commerce, incluindo aqueles que não tinham o hábito de realizar compras pela internet. Mesmo com o avanço da vacinação, os hábitos de consumo dos brasileiros mudaram e o comércio eletrônico ainda é a aposta para as vendas no varejo.

Mas é importante que as empresas, além de ofertarem um catálogo de produtos atrativos, se atentem à jornada do cliente e disponibilizem todos os canais para que o consumidor tenha uma boa experiência de compra.

Continue a leitura e confira quais estratégias devem ser adotadas para as vendas de Natal e o que mais as empresas devem fazer para ter eficiência na operação nesta época.

Boas perspectivas para o fim do ano

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19, cresce a perspectiva do comércio para faturar mais com as festas de fim de ano. Segundo pesquisa realizada pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, a estimativa é que 123,7 milhões de pessoas devam ir às compras no Natal de 2021, com potencial para injetar aproximadamente R$ 68,4 bilhões na economia. A expectativa é que 77% dos consumidores presenteiem este ano, retornando ao patamar de consumo pré-pandemia.

A pesquisa revelou, ainda, que a internet será o principal local de compra dos consumidores no Natal. E, entre aqueles que farão compras on-line, 37% devem adquirir quase todos os presentes na internet; 31%, metade dos presentes; e 21%, todos os presentes. Em média, 67% dos presentes serão comprados em e-commerces. Os canais mais utilizados devem ser os sites (76%) e os aplicativos (72%), com destaque para os de lojas varejistas nacionais e sites internacionais, seguidos pelo Instagram (23%).

Por isso é extremamente importante que os e-commerces deem a devida importância à jornada do cliente, sua experiência de compra e ao pós-venda, pois, com esses cuidados, a empresa garante uma boa fama no mercado e o alto nível de satisfação dos consumidores.

Natal traz oportunidades para ações de omnichannel

O período de festas do fim de ano traz boas oportunidades para traçar novas ações omnichannel nas vendas de Natal, atraindo Clientes e aumentando as vendas.

Há muitas décadas, os comerciais de televisão estavam na linha de frente das propagandas natalinas, mas, com as mudanças no comportamento das pessoas, esse método já não é mais eficiente, pois o comércio eletrônico vem ganhando cada vez mais espaço e adeptos.

O que nos leva à tendência do marketing das empresas para um “Natal omnichannel”, ou seja, com as estratégias mais eficientes do e-commerce sendo, cada vez mais, empregadas pelas marcas como resposta a essas tendências. Para isso, os empreendimentos deverão investir em programas de engajamento orientado a dados, sempre a postos para atender os Clientes onde estiverem consumindo, seja numa ocasião específica de compra ou enquanto realizam outra atividade.

Mas é imprescindível considerar a parcela dos consumidores que ainda opta pela compra nas lojas físicas. Por isso, é importante inserir a praticidade e a dinâmica da tecnologia, seja equipando os funcionários e atendentes com tablets, computadores ou smartphones, permitindo, assim, uma conexão com toda a trajetória do Cliente. Dessa forma, além de possibilitar que ele tenha disponível todos os canais, o comércio evita o problema comum em lojas físicas, como falta do produto em estoque.

A tecnologia vem avançando com um grande potencial para alterar as noções tradicionais sobre vendas. Além disso, o Cliente está mudando e se tornando cada vez mais conectado e adaptado às ferramentas e recursos presentes nos meios virtuais. Por isso, dentro dessa realidade, adotar estratégias omnichannel que utilizam dados para chegar a Clientes certos, no momento mais oportuno e através do canal mais adequado, é o que irá garantir a permanência e o sucesso nessa época tão competitiva.

Conhecer a jornada de compra do consumidor faz toda a diferença

Conhecer a jornada de compra do consumidor e ter estratégias de marketing digital consistentes são os pontos que farão toda a diferença para que a decisão de compra do Cliente seja pelo comércio eletrônico.

O varejo deve tirar a máxima vantagem do uso de Big Data, que permite a extração e aplicação de informações valiosas para prever comportamentos e mudanças. Esses dados são avaliados e utilizados para gerar insights para as próximas ações e análises.

Com isso, as empresas aproveitam o uso de tecnologias com base em dados consistentes e uma análise 360 graus, para fornecer serviços personalizados, aumentando, assim, o índice de compras com promoções e programas de fidelidade específicos para cada cliente e promovendo o melhor gerenciamento das vendas e dos estoques.

Ao comprar online, o consumidor possui acesso a um número maior de ofertas. Isso porque o e-commerce tem a possibilidade de oferecer aos clientes uma quantidade maior de variações de um mesmo tipo de produto. No entanto, com o celular em mãos, esse mesmo consumidor pode comparar preços e características e ter, ainda, mais critérios que influenciam em sua decisão de compra.

União dos dois mundos, online e off-line

Diante dessa grande demanda por soluções digitais e pela convergência de canais, o ideal é unir os dois mundos, por meio do phygital, oferecendo diferenciais, como disponibilizar computadores nas lojas físicas para que os consumidores possam visualizar os catálogos de produtos e fazer download de aplicativos ou programas de fidelização da empresa.

Dessa forma, o digital e o varejo físico se integram, influenciando na decisão de compra do Cliente. Entretanto, o mais importante é entender a demanda dos consumidores e quais produtos são essenciais para se trabalhar online e offline, de forma que todos os canais sejam complementares e mantenham as propostas de valor dos produtos oferecidos.

A nova solução da Neo, NEX, implementa a jornada omnichannel em sua empresa

Já pensou poder concentrar todos os canais de atendimento e venda online em uma única plataforma? Pois a solução NEX, da NEO, possibilita isso. Por ser personalizada, ela melhora em até 250% a performance de comunicação, permitindo atender, entender e alcançar a base de contatos, simplificando a gestão do relacionamento e criando uma percepção de valor diferenciada, além de ser independente.

Fornecendo dados precisos e extraindo relatórios de performance da operação de múltiplos canais e entrega, a NEX possui processamento rápido e assertivo, facilitando as interações e a digitalização de operações físicas de atendimentos e vendas.

A jornada omnichannel permite que todos os canais disponíveis – como WhatsApp, e-mail, chat, e-commerce, entre outros – possam ser usados para campanhas ativas ou canais receptivos de atendimento, mantendo todos os dados registrados em um único canal. Com modelo centrado no Cliente, onde a solução é personalizada para cada negócio, a NEX aumenta os pontos de contato, integra sistemas e rastreia toda a jornada dele, mantendo a segurança dos dados, de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Entre em contato com a NEO e conheça a NEX, a melhor solução para ajudar você com a estratégia omnichannel para as vendas de Natal.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin